Dicas para se adaptar melhor aos seus aparelhos auditivos by Cronicasdasurdez.com

 

Na semana passada, acompanhando o  blog Cronicas da Surdez, li esse post sobre dicas para se adaptar melhor ao seu aparelho auditivo. Achei tão bacana que resolvi compartilhar e acrescentar uma coisinhas, é claro…

Leiam pois vale a pena!

DICAS PARA SE ADAPTAR MELHOR AOS SEUS APARELHOS AUDITIVOS

HearingAids_MODELS

  • Comece com conversas com apenas uma pessoa, que são os mais fáceis de entender. Aumente a quantidade de interlocutores gradualmente;

#minhadica: sempre olhe a boca do interlocutor! Isso ajuda seu ouvido que está começando a ouvir melhor a entender melhor!!!

  • Se sentir dor ou muito desconforto, procure sua fono e refaça o molde (de acrílico ou silicone) do seu aparelho, pois é impossível conseguir gostar de algo que machuca;

#minhadica: um pequeno desconforto ou coceira (nos aparelhos com sonda) no início é natural. Aquela sensação de tirar o aparelho auditivo e pensar…. “Ai que alívio!” … tudo bem …é normal. Mas se ao tirar ou colocar sentir dor… algo está errado! Suspenda o uso e procure seu fonoaudiólogo de confiança!

  • Preste atenção nas situações em que você ouve melhor e pior: faça um diário para levar para a sua fono na próxima regulagem, com riqueza de detalhes, isso ajudará o trabalho dela;

#minhadica: Santa Paula Pfeifer! Isso ajuda muito o trabalho dos fonoaudiólogos! Assim conseguimos entender as necessidades específicas para cada situação e regular melhor o aparelho auditivo!

  • Conseguir conversar em ambientes ruidosos (restaurantes, festas, baladas) vai ser difícil no início. Com tempo e prática, sua capacidade de ouvir nestes locais vai melhorar;

#minhadica: fique sempre de frente para quem interessa e tente se posicionar longe da fonte de maior ruído. Se você usa somente um aparelho, lembre-se  deixar quem você quer escutar do mesmo lado do aparelho auditivo.

  • Fique atento a outras pistas visuais do seu interlocutor: os lábios, a linguagem corporal. Tudo ajuda a entender e desvendar o contexto;
  • Posicione-se perto da pessoa com quem você está falando;
  • Esforce-se para aprender leitura labial. Parece difícil, mas é muito fácil: basta prestar atenção nos lábios das pessoas enquanto elas falam. Os lábios fazem movimentos diferentes a cada fonema, a cada palavra. Com concentração e prática, você chega lá;
  • Sinta orgulho e não vergonha dos seus AASI. A maior perda de tempo que existe é viver tentando escondê-los e achando que consegue esconder sua deficiência auditiva dos outros. Não caia nessa cilada! Saia do armário da surdez o mais rápido que conseguir e não perca energia com isso;

#minhadica: costumo dizer aos meus pacientes que não escutar bem cansa muito. Você acaba tendo que prestar tanta atenção que se estressa e aí, com o tempo passa a evitar situações nas quais precisa muito da audição. Não se prive do convívio e das boas coisas da vida! Se você quer algo mais discreto, converse com seu fonoaudiólogo de confiança e avaliem as possibilidades juntos! Não desista! 🙂

  • Busque um telefone com amplificador para ter em casa para ajudar nas conversas telefônicas;

#minhadica: parece brincadeira mas não é. Esse tipo de telefone ajuda muito e não custa caro. Hoje existem modelos sem fio, com fio e até amplificadores portáteis para situações fora de casa.

  • Se seu AASI tiver conectividade Bluetooth, use e abuse dela para ver TV, ouvir músicas e fazer treinamento auditivo;

#minhadica:  quem experimenta esse tipo de tecnologia ama! O funcionamento é simples. Imagine que seu aparelho auditivo virou um fone de ouvido conectado direto na TV ou MP3. Só com uma diferença… você pode escolher o quanto quer ouvir da TV e o do ambiente. 

  • USE o seu aparelho auditivo. Quanto mais você usá-lo, mais rápido irá se adaptar a ele!!!

 #minhadica: isso mesmo! Quanto mais você usar mais rápido seu cérebro irá se adaptar ao que você está ouvindo!

Alguns conselhos que dou quando as pessoas vêm me perguntar sobre o que devem saber antes de comprar aparelhos auditivos!

  • Informe-se sobre os tipos de aparelhos auditivos existentes e sobre qual deles é indicado para qual tipo de perda auditiva. Micro-canal não é indicado para perdas profundas!
  • Acesse o site da marca que você quer comprar e descubra quem é o revendedor autorizado;
  • Faça pesquisa de marcas e preços – boa idéia é a Comunidade dos Surdos Oralizados no Facebook, onde ninguém se acanha de passar informações sobre isso;
  • Peça referências para amigos e conhecidos a respeito da revenda com a qual você quer fechar negócio antes de fazê-lo;
  • Faça todas as perguntas possíveis sobre sua perda auditiva para seu fonoaudiólogo ANTES de pensar em comprar aparelho auditivo. Informação é o cerne da questão aqui;
  • Se for pedir indicação de marcas e revendas ao seu médico, peça no mínimo três opções;
  • Barganhe, porque não? Especialmente para pagamentos à vista!
  • Exija nota fiscal detalhada e tenha certeza de que se trata de nota fiscal verdadeira e não mero recibo, que não tem validade legal/jurídica;
  • Peça detalhes a respeito da garantia: quanto tempo, o que cobre, etc;
  • Certifique-se que o seu AASI tem reserva de potência para o caso de sua perda auditiva progredir;
  • As regulagens estão embutidas no preço que você paga por eles. Não aceite tratamento ruim após o pagamento, pois a jornada é longa até você se adaptar aos AASI e chegar a um som confortável;
  • Não compre um aparelho que mal atende a sua perda auditiva só porque ele é ‘discreto’, pois em pouco tempo sua perda pode progredir e aí sim você não vai mais fazer uso do ‘discreto’ e precisará de um mais potente – e o gasto será ainda maior. O que interessa é saúde auditiva, e não se alguém vai ver que você usa aparelhos;
  • Busque revendas autorizadas para não correr o risco de comprar aparelhos de segunda mão pagando o preço de um aparelho novo. Abra o olho!!!
  • Faça um test-drive de no mínimo 1 semana com o aparelho em casa antes de se decidir.

#minhadica: Concordo com tuuudo que a Paula disse! Comprar aparelho auditivo é como um casamento. Então… escolha muuuuito bem!  🙂  Leia mais sobre esse tema em outro post do Naoescuto.com

 

Boa semana a todos! 🙂

 

Por: Mirella Horiuti

Para: www.naoescuto.com

4 comentários

  1. Excelentes dicas. Uso um só aparelho no ouvido direito há quatro anos. Não percebi ganho suficiente apesar de insistentes idas até a fonoaudióloga. Até esquecia de usá-lo. Agora, com a queda da audição no outro ouvido, estou fazendo o test-drive nos dois. Melhorou, mas continuo notando que aquele primeiro ouvido continua com pouco ganho. Fiz ressonância da cabeça, não há nada de grave no ouvido. Com vários ajustes, continuo não notando ganho que possa me convencer a usar os dois. Isso é normal?

    1. Bom dia Noelia, eu diria que sentir que tudo está mais alto no primeiro e segundo dia, tudo bem. Mas sentir dor de cabeça direto pelo uso de aparelho auditivo não é normal. Converse com sua fonoaudióloga e explique o que está acontecendo e por quais motivos vc acha que sua dor de cabeça tem relação com o uso do aparelho auditivo. Espero ter ajudado! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *