Aparelhos auditivos controlados pela mente?

É isso mesmo …. você leu certo. No último mês de maio saiu essa notícia…no Hearing Health Matters. Essa tecnologia provavelmente estará disponível em 5 anos…

Na verdade trata-se de um equipamento criado por cientistas da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos. A idéia é que este aparelho auditivo controlado pela mente permita o usuário focar nas vozes que interessam.

O que está por trás é a habilidade do equipamento em imitar o que nosso cérebro faz naturalmente: amplificar uma voz e deixar o barulho de fundo de lado, mesmo que esse barulho seja de outras pessoas conversando. Trazendo para o nosso dia-a-dia: entender uma voz específica na presença de outras vozes similares.

Este aparelho auditivo controlado pelo cérebro parece ter resolvido esse problema usando uma combinação de inteligência artificial e sensores de atividade cerebral do usuário.

Esse equipamento usa um algoritmo para separar as vozes das pessoas automaticamente, depois as compara com a atividade cerebral do paciente. A voz da pessoa que apresenta o padrão mais próximo às curvas da atividade cerebral do usuário é aumentada, permitindo menos esforço para entender. Na prática: o usuário prestou atenção numa voz, em segundos essa voz fica mais amplificada e nítida.

Mas nem tudo é uma maravilha, por enquanto, para fazer uso dessa tecnologia são necessários eletrodos implantados no cérebro. Para essa pesquisa, os pacientes já tinham esses implantes devido á um tratamento para epilepsia. E outro ponto importante… não tinham perda auditiva.

O próximo passo agora é criar uma versão não invasiva deste aparelho para poder ajudar muitas pessoas . A estimativa destes cientistas é que em aproximadamente 5 anos teremos algo. Mas ainda há muito caminho a ser percorrido…

O que me deixa feliz é que temos gente no mundo todo pesquisando formas de melhorar a performance auditiva das pessoas com dificuldade! 🙂

Boa semana a todos! 🙂

Por: Mirella Horiuti

Para: www.naoescuto.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *