Falando dos famosos algoritmos ou recursos dos aparelhos auditivos … Redutor de Ruídos – Parte 1

Hoje é o dia de falarmos sobre o Redutor de Ruídos. O que vem a ser isso exatamente? Mas o mais importante… o quanto esse recurso é importante para o seu tipo de perda auditiva e seu estilo de vida?

Mas primeiro vamos definir os tipos:

Redutor de Ruído Constante: reduz sons como de ar condicionado, carros passando na rua, aspirador, etc.

Redutor de Ruído Intermitente: reduz ruídos como de batida de porta, batida de palmas, louça sendo lavada, etc

Redutor de Ruído de Vento: o nome já diz tudo…. reduz ruídos como de vento, brisa, etc

E vamos falar hoje sobre o primeiro: Redutor de Ruído Constante

Bora responder essas 2 perguntas… 🙂

1. O que faz um Redutor de Ruído?

Resumidamente, o aparelho auditivo faz uma análise de todo o som que capta, depois classifica esses sons captados em 2 categorias: voz e ruído. A partir daí decide o quanto irá amplificar ou reduzir de cada um deles.

Mas o que temos que ter em mente são alguns fatores:

  • O aparelho auditivo atua perifericamente, garantindo que você tenha a percepção do som. Ele pode filtrar esse som captado, mas o cérebro sempre será o responsável pelo entendimento da fala.
  • O aparelho auditivo não sabe quais os sons que te interessam. O que é ruído para você pode ser música para o outro…

#ficadica – fale com seu fonoaudiólogo e dê exemplos reais daquilo que você deseja ou não deseja escutar. Garanto que a regulagem do seu aparelho ficará melhor 🙂

2. Será que você precisa desse recurso?

Boa pergunta. Minha opinião é que a grande maioria dos pacientes precisa de algum nível de redução de ruído. Ele traz conforto e facilita a adaptação dos aparelhos auditivos. No início do processo, escutar todos os sons pode ser muito cansativo para o paciente. Pesquisas mostram que o redutor de ruído pode diminuir o esforço auditivo e isso significa menos cansaço para ouvir e entender.

Hoje em dia mesmo aparelhos mais básicos já possuem redutor de ruído.

#ficadica – fale com seu fonoaudiólogo e pergunte quantos decibéis de redução de ruído seu aparelho auditivo possui. Tire proveito deste recurso. E se você está testando… pergunte, compare….

Boa semana a todos! 🙂

Por: Mirella Horiuti

Para: www.naoescuto.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *