Desenvolvimento de medicação para perda auditiva

No último mês de julho, a Frequency Therapeutics, uma empresa biotecnologia de ensaios clínicos, focada em reverter danos causados ​​por uma ampla gama de doenças degenerativas anunciou um investimento de cerca de 62 milhões na área.

Eles irão usar os recursos para apoiar o desenvolvimento clínico da FX-322, uma terapia regenerativa para o tratamento da perda auditiva neurossensorial que está entrando em Fase 2a do estudo e também para avançar em programas de descoberta em outras áreas terapêuticas usando sua patenteada plataforma Progenitor Cell Activation (PCA).

A abordagem, chamada de Ativação de Células Progenitoras (PCA), usa combinações de drogas de moléculas pequenas para ativar células progenitoras dentro do corpo para criar tecido funcional. Através da ativação transitória dessas células, a Frequency visa desenvolver terapias que possibilitem a modificação da doença sem a complexidade da engenharia genética. O programa líder de frequência, o FX-322, é um potencial candidato terapêutico de primeira classe visando a restauração auditiva.

A Frequency é pioneira em uma nova classe de pequenas moléculas terapêuticas projetadas para ativar células progenitoras já presentes no corpo para criar tecidos e órgãos funcionais saudáveis. Esta abordagem pode contornar os desafios apresentados pelas terapias com células-tronco, reativando temporariamente as células progenitoras já localizadas no local-alvo do tecido e pré-programadas para fazer tipos específicos de células. As aplicações potenciais da sua plataforma PCA incluem, mas não se limitam a, doenças do músculo, do trato gastrointestinal, da pele e do osso.

Segundo o presidente e CEO da Frequency Therapeutics, David Lucchino ” Este financiamento vem em um momento importante para a Frequency, enquanto nos preparamos para avançar nosso principal candidato clínico, FX-322, em um estudo de Fase 2a de perda auditiva sensorioneural, uma condição para a qual não há terapias aprovadas. Este apoio significativo dos investidores, juntamente com os fundos do nosso recente acordo de licença e colaboração, nos permitirá continuar a mover o FX-322 através do desenvolvimento clínico e explorar o potencial da nossa plataforma PCA em outras categorias terapêuticas, onde acreditamos na ativação de células progenitoras que pode levar a novos tratamentos para doenças degenerativas”.

Minha opinião…. demorou! Torcendo para que essa terapia esteja disponível em breve! 😉

Boa semana a todos 🙂

Por: Mirella Horiuti

Para: www.naoescuto.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *